A equipa 2017/2018 

Mariana Morais

Diretora

A Mariana tem 22 anos, está no último ano do mestrado em Oncologia e é conhecida pela sua organização e responsabilidade, no entanto, é muito mais do que isso. O seu coração está ocupado pela generosidade e o amor que quer dar aos outros. Em 2016 partiu em missão para Lifidzi, Moçambique, onde se entregou por completo, de alma e coração, e onde aprendeu o verdadeiro significado de amor. Atualmente é a diretora do projeto e espera dar tanto de si quanto recebeu ao longo da formação e, principalmente, ao longo dos dois meses maravilhosos que viveu em África.

Sara Monteiro

Vice Diretora e Responsável de Formação

A Sara, tem 21 anos e está no 4º ano do Mestrado Integrado em Psicologia. Aventurou-se neste projeto de amor por intermédio de uma amiga e rapidamente se apaixonou por esta forma incrível de estar e servir. Partiu para Guadalupe, São Tomé e Príncipe onde encontrou aquilo que considera ser a forma mais genuína de amor ao próximo. Daquela terra trouxe ainda a enorme certeza de que a gratidão prevalecerá sempre à saudade e de que só foi possível ser tão feliz porque amou e se deixou ser amada. Este ano integra a formação do Grão onde espera conseguir transmitir aos outros tudo aquilo que aprendeu e que a ajudou a transformar a sua vida.

José Eduardo Lima, sj

Assistente Espiritual

Diretor da Comunidade de Jesuítas do Porto, o José Eduardo Lima sj é o orgulhoso Assistente Espiritual do Grão desde 2014.

Mariana Frazão

Tesoureira e Responsável de Angariação de Fundos

A Mariana tem uma missão de vida muito concreta: MUDAR O MUNDO. Escuteira desde (e) sempre decidiu levar o lema “Alerta para Servir” mais avante e embarcar na aventura de crescer como pessoa no Grão. Estudante de ciências farmacêuticas pretende esgotar os stocks de cápsulas de sorrisos, xaropes de bons momentos e comprimidos revestidos a amor e ser sempre muito feliz! Acredita que a verdadeira felicidade vem das coisas mais pequeninas da vida e foi isso que comprovou em Lifidzi. Traz no coração as mil estrelinhas que viu, o calor dos pôr-do-sol que sentiu e o conforto de cada sorriso, conversa ou abraço que recebeu. Este ano integra a direção do Grão no cargo de tesoureira e responsável de equipa de angariação de fundos.

Jorge Marques

Formação

O Jorge tem 22 anos, nasceu em Vila Nova de Gaia e está agora a terminar o Mestrado em Ensino de Biologia e Geologia. Foi numa noite na praia (o seu local preferido!) que conheceu, por acaso, o Grão. E desde aí tudo mudou! A sua boa disposição triplicou, o desejo de servir quadruplicou e, se ele já tinha uma forma meio alternativa de ver o mundo, então agora melhorou: o desafio agora é conseguir ver amor nos outros e transmitir essa felicidade através de gestos, palavras e sorrisos. Partiu para Lifidzi na esperança de conseguir mudar vidas e agora percebe que a que mais sofreu mudanças foi a sua. Veio de coração cheio de lembranças, de histórias, de missões cumpridas, de pessoas que transbordam amor, de uma fé inexplicável e com energia suficiente para se entregar às novas missões que atravessem o seu caminho e continuar a viver o seu lema de vida de “make our lives into a work of art”.

João Sousa

Formação

O João, nascido e criado em Gaia, tem 21 anos e está no 4º ano do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas. Ouviu falar do projeto através de um amigo que o convidava por diversas vezes para diversos eventos do Grão e considera-se um amante da natureza, apesar do pouco tempo que despende a observá-la. Partiu para Guadalupe, São Tomé, onde se maravilhou com a simplicidade e com a alegria extraordinariamente efusiva e contagiante dos melhores praticantes do ritmo “leve-leve”. Este ano integra o grupo de formação do Grão.

Mariana P. Coutinho

Formação

A Mariana tem 28 anos e é Veterinária. É, na verdade a “mamã” do grupo (xxiiiuu)! Em 2015 decidiu que era o ano de vir para o Grão e assim aconteceu! Depois de muitos quilómetros de estrada (a Mariana é de Ponte de Lima) e empenho, partiu para Fonte Boa (Moçambique) onde aprendeu que na simplicidade se vê verdadeira felicidade e amor! E, como o Grão fica para sempre no coração de quem por lá passa, este ano voltou e está na equipa de formação e muito feliz por poder dar aos outros tudo o que recebeu deste projecto.

Luísa Russo

Formação

Foi aos 22 anos que (a mana) Luísa Russo, estudante do 5º ano de medicina, decidiu levantar-se do sofá, num domingo, e fazer aquilo que uma amiga de infância lhe tinha proposto, dar uma hipótese ao Amor. Foi no Grão que encontrou tudo o que procurava, não só pôde aprofundar a sua fé, mas juntamente com os seus companheiros de formação percebeu que não estava sozinha no desejo de fazer do mundo um lugar um pouco melhor. A sua ida para Benguela foi a recompensa de um ano atarefado e stressante. Foi lá que percebeu que por vezes não é o que fazemos que é importante, mas a forma como nos entregamos àqueles que nos rodeiam. Este ano aceitou o desafio de fazer parte da equipa de formação.

Teresa Vaz

Angariação de Fundos

A Teresa tem 23 anos e encontra-se no último ano do mestrado em Engenharia Biomédica. No Verão de 2017 partiu para o lugar dos sorrisos mais simples e genuínos – Benguela, Angola – e aí deixou a sua marca: uma marca pautada pelo amor. Detentora de uma alegria contagiante e de um coração que não se esgota na dedicação ao outro, foram muitos os corações em que tocou, mas também lá deixou um bocadinho do seu. Hoje são muitas as saudades que sente do lugar e das pessoas que a fizeram sentir em casa e experimentar a felicidade na sua essência mais pura, mas há um sentimento que predomina: a gratidão. Para dar continuidade a este projeto e com a mesma dedicação com que o iniciara, integra hoje a equipa de Angarição de Fundos.

Marta Santos

Angariação de Fundos

A Marta, natural de Matosinhos, tem 24 anos e é enfermeira. Ouviu falar do projeto através de uma amiga e, como aventureira que é, não deixou passar a oportunidade de espalhar todo o amor (e o seu brilho natural!) com o máximo de pessoas que cruzariam o seu caminho. Partiu para Guadalupe, em São Tomé, onde não só descobriu um novo mundo como também se descobriu a ela própria. É difícil para ela expressar por palavras o que significaram os 2 meses de missão e no fim, feitas as contas, não há maior agradecimento do que aquele que ela tem para com as pessoas de São Tomé. Os sorrisos que ela dava, eram-lhe devolvidos a dobrar; o amor que partilhou fez com que percebesse que a felicidade está nas pequenas coisas e que é possível encontrar a felicidade nos mais pequenos gestos de amor. Este ano integra o grupo de angariação de fundos do Grão e está pronta para ajudar os novos grãozinhos a se preparem para a maior aventura da vida deles.

David Silva

Angariação de Fundos

O David tem 21 anos e está no 4º ano do Mestrado Integrado em Engenharia Mecânica, mas a sua verdadeira paixão é a fotografia. À procura de uma experiência de voluntariado diferente, encontrou o Grão onde desde cedo se sentiu em casa. Para ele, esta foi uma casa repleta de aprendizagem, de momentos, de pessoas. Partiu pronto a dar tudo de si mas recebeu muito mais em troca, em São Tomé descobriu que as melhores fotografias ficam apenas registadas na memória do coração.

Rui Pedrosa

Angariação de Fundos

Rui Pedrosa (ou mano Djodja) é um jovem de 23 anos inconformado com o mundo que embarcou, com o Grão na aventura da sua vida. Simples e descomplicado de natureza, foi de Benguela que trouxe um dos maiores bens, que hoje tanto estima, o seu bigode com pontas enroladas. Foi também em Benguela, e com o Amor inevitável que por lá anda, que Rui aprendeu que o importante é “estar presente na vida de quem está presente”. Este ano integra a equipa de Angariação de Fundos.

Isabel Girão

Responsável de Comunicação e Imagem

A isaBELInha tem cinco irmãos mais novos, mas ganha a todos em infantilidade! Licenciou-se em design de comunicação e descobriu por acidente que o que queria fazer na vida é ilustração. Trabalha atualmente como designer gráfica, mas é feliz. Tropeçou no Grão e, sem grandes certezas, foi ficando. Em 2015 voou para Benguela (Angola) e deu muitas graças por “ter ficado”. Deve ao Grão a descoberta de que na vida, se largarmos o volante e nos deixarmos conduzir viajamos para locais incríveis!

Inês Reis

Comunicação e Image

A Inês tem apenas 18 anos e está no 1º ano de Licenciatura em Enfermagem.
Foi em Guadalupe, São Tomé (ao sítio que agora chama de casa), que a “menina do sorriso” descobriu que são as pequenas coisas que nos enchem mais o coração. E é com um coração cheio de pedacinhos GIGANTES, de sorrisos, abraços, nomes e amor que deu, mas que também recebeu, que agora vive e recorda o lugar em que viveu a mais pura das felicidades.

Mafalda Maria

Comunicação e Imagem

A Mafalda conta com apenas 20 aninhos, o que não a impede de ser alguém cheia de amor para dar. Atualmente a terminar a Licenciatura em Genética e Biotecnologia, esta espinhense de gema conheceu o projeto após uma experiência semelhante em Cabo Verde que não a deixou indiferente e a levou a querer mais. Assim, em Julho de 2017 partiu para Benguela, Angola, onde durante dois meses pôde extravasar amor e felicidade de uma maneira inigualável, mas que se traduziu muito mais num crescimento pessoal e encher de coração indescritível.

 

Pedro Moreira

Voluntariado

O Pedro, natural da cidade de Penafiel, tem 23 anos e é licenciado em Enfermagem. Deixou-se embarcar no Grão a convite de uma amiga e de lá não mais quis sair. Partiu para Guadalupe, São Tomé e Príncipe e depressa se apaixonou pelos encantos daquela ilha e pelos afetos que encontrou em cada pessoa que com ele se cruzou. De S. Tomé, do meio do oceano, trouxe a bagagem cheia de sorrisos, de afetos, de memórias e de amizades. E trouxe, sobretudo, muitos nomes e um grande “Deçu paga bô” (obrigado) gravados no coração!

Rui Ribeiro

Voluntariado

O Mano Rui, tem 22 anos e está no 5º de Medicina. Apesar da sua timidez, decidiu multiplicar o imenso amor que traz diariamente no seu coração e entregou-se de forma incrível e genuína ao projeto que mudou a sua vida, o Grão. Partiu para Benguela onde reconheceu toda a beleza que existe no mundo das pessoas com quem partilhamos o nosso dia-a-dia, dando por si a viver a experiência de missão com uma alegria e entrega imensa e isenta de limites. Agora de regresso a casa, sabe que todos os caminhos que construir e percorrer têm como linha orientadora o amor e apesar das saudades, não há nada melhor que saber que há lugares e memórias que nos farão sentir eternamente felizes, gratos e amados. Para dar continuidade a toda a dedicação e amor pelo projeto, este ano integra a equipa de voluntariado.

Virgílio Silva

Relações Externas

O Virgílio, com os seus meros 21 anos, é já detentor de um grande capacidade de empatia, e com essa empatia, vem uma grande vontade de ser inteiro e genuíno em tudo aquilo com que se compromete. Sempre quis ser mais e fazer mais, sair da sua zona de conforto e fazer do mundo um sítio um bocadinho melhor. E assim partiu para Benguela, com uma vontade enorme de ser amor na vida de toda a gente com quem se cruzava, à sua maneira tão genuína e tão especial. Voltou agora, de coração a transbordar e com muitos abraços e brincadeiras que se tornaram memórias eternas. Este ano, a sua missão no Grão é arrasar nas relações externas.

 

Tiago Azevedo

Relações Externas

O Tiago nasceu e cresceu em Gaia, tem 25 anos e está agora a tirar um doutoramento. Partiu em missão para Benguela no verão de 2016, e sente que recebeu muito mais que o privilégio de ir dois meses em missão, muito mais do que uma experiência para a vida, o que por si só já é imenso. Na verdade, entrou no Grão para tentar ser um semeador, e acabou por ser a pessoa a ser semeada. Ele acredita que a missão nunca acaba, e que missão está sempre presente no dia-a-dia onde é tão fácil ser-se esmagado pela rotina. Este ano integra as Relações Externas do Grão, onde espera poder dar um pouco de si para ajudar este projecto de Amor que tanto o fez crescer e aprender.