O Projeto

O Grão é um projeto de voluntariado internacional, formado por estudantes universitários e jovens profissionais, cominspiração Jesuíta. O seu principal objetivo é promover a formação dos jovens voluntários no sentido de os dotar das competências necessárias para a realização de Missões para o desenvolvimento, de curta duração. As Missões são realizadas em países Africanos de expressão Portuguesadurante os meses de Verão, em cooperação com ONGs e outras organizações locais.

Fundado em 2005, nasceu como resultado da forte vontade de criar, no seio do Centro de Reflexão e Encontro Universitário Inácio de Loyola (CREU-IL, Centro Universitário da Companhia de Jesus no Porto), um projeto de voluntariado missionário voltado para a intervenção nos países em desenvolvimento de expressão portuguesa.

As missões do Grão colaboram com Missões já existentes no local e ligadas a ordens religiosas católicas. Pretende-se, assim, que as missões do Grão assentem numa lógica deinserção e inculturação e que a sua intervenção seja focada no desenvolvimento comunitário, formação/educação e promoção da integridade individual e autonomia das populações através da capacitação de jovens locais.

Para tal, o Grão promove um plano de formação anual, com o objetivo de dotar os seus voluntários das competências necessárias à concretização das Missões, nomeadamente fazendo trabalho voluntário junto de organizações parceiras em Portugal. Paralelamente, desenvolvem-se atividades deangariação de fundos que financiam as missões em cada ano, promovendo a divulgação e garantindo a sustentabilidade financeira do projeto.

Os pilares que guiam essa ação são: o Serviço (disponibilidade para servir e entregar-se ao próximo sem esperar nada em troca), a Comunidade (sentido de comunhão dentro do grupo e de integração plena com a comunidade de destino), o Compromisso (disponibilidade para encarar o Grão com responsabilidade e empenho) e a Espiritualidade (abertura para o crescimento espiritual, centrado no Evangelho e na oração). É na fidelidade a estes pilares que são dados todos os passos do Grão.

O que significa ser grãozinho?

Nove Meses de Formação

Todos os anos, no início do ano letivo, acolhemos novos “grãozinhos”. Este é o nome que damos aos voluntários que escolhem percorrer o caminho de formação com o Grão. Acreditamos que a capacitação dos voluntários que enviamos é essencial para cada missão.

Este plano de formação tem componentes teóricas e práticas, essencialmente focadas na formação de competências necessárias à realização das Missões, no desenvolvimento de um espírito forte de comunidade, na consciencialização da importância da educação para o desenvolvimento e da interculturalidade, na compreensão do papel do Missionário.

  • Reuniões quinzenais de grupo;

  • Fins-de-semana de retiro em grupo (auto e hetero-conhecimento, dúvias de fé, voluntariado);

  • Acompanhamento pessoal (tutorias);

  • Exercícios Espirituais;

Voluntariado regular

Uma vertente importante da formação é o voluntariado que todos os formandos realizam, quer individualmente, quer inseridos em comunidade. O objetivo é desenvolver a capacidade de se entregar ao próximo de forma simples e com grande compromisso, tal como se espera que seja mais tarde feito no destino de missão.

Individualmente, todos os voluntários têm oportunidade de escolher uma instituição de solidariedade parceira onde pretendam fazer voluntariado regular ao longo do tempo de formação.

Em grupo, os formandos fazem voluntariado em dois momentos diferentes: no fim-de-semana hospitaleiro e no fim-de-semana comunitário, junto de organizações parceiras.

Algumas das instituições com as quais o Grão colabora:

  • Vida Norte
  • CASA

Eventos de Angariação de fundos

O Grão é um projeto auto-financiado e, como tal, dependente da angariação dos fundos necessários para a realização das missões, a cada ano. Estes são conseguidos através de eventos regulares organizados pelo Grão, assim como através de donativos dos nossos patrocinadores.

Se quiseres saber mais sobre os eventos do Grão, acompanha o nosso Facebook.

Se o quiseres ajudar crescer, dando um donativo, clica aqui.

 

Perguntas Frequentes

Quem pode participar?

Jovens até aos 30 anos. Com abertura para construir e aprofundar a sua fé (não é necessário ser católico no início do processo de formação). Com disponibilidade durante os dois meses de Verão.

Quando posso integrar o projecto?

Todos os anos, no início do ano letivo, começamos as nossas reuniões e abrimos o projeto a novos voluntários. No entanto, podes sempre contactar-nos aqui durante todo o ano, e participar nos nossos eventos.

É certo que vou em missão?

Não. Só na Primavera que antecede a partida em Missão é que as comunidades são comunicadas, com base no perfil dos missionários, locais de missão, participaçao na formação e eventos, fundos disponíveis.

É preciso pagar para partir em Missão?

NÃO!… é preciso dar o litro para angariar fundos. As despesas (viagem, alojamento, alimentação, etc.) são cobertas pelos fundos angariados nos eventos organizados pelos voluntários ao longo do ano e pelos donativos gentilmente doados ao Grão. No entanto, o ano de formação inclui despesas básicas (alojamento e alimentação durante os fins-de-semana, cozinhados vários para angariar fundos, etc.) que não são suportadas pelo Grão.

Posso escolher o destino de Missão?

Não. Cada voluntário deve estar disponível para ser enviado para onde e com quem for preciso. Essa informação é comunicada, habitualmente, na Primavera.